Notícias

“Computação em nuvem é uma boa maneira de se inovar na Educação”, diz Jeffrey Kraz

29 de setembro de 2017 - Atualizado em 29 de setembro de 2017 ás 11:42

Na primeira sessão do 19°FNESP, Jeffrey Kraz, executivo responsável pelas divisões de Governo, Educação e Negócios sem fins lucrativos da Amazon Web Services (AWS) para América Latina, Canadá e Caribe, mostrou que a computação em nuvem pode ser uma boa ferramenta para se inovar em educação.

“Computação na nuvem nada mais é que um modelo de se ter recursos de TI pela internet onde se paga conforme se usa, não há custos adicionais ou contratos”, disse. Ele ainda frisou que a tecnologia pode ajudar e muito a inovar na educação, ainda mais com ferramentas como o Big Data.

As novas necessidades de tecnologia de alunos, professores e universidades estão transformando os modelos tradicionais de escola e o Brasil tem uma das maiores concentrações de startups do mundo. “O mercado de educação está em constante transformação”, complementou.

O executivo ainda citou alguns exemplos que apostaram em soluções na nuvem. A Kroton e o Centro Universitário Eniac são algumas das empresas que investiram nesse tipo de tecnologia e estão colhendo bons resultados. Fora do Brasil, a University of Alberta e a Ivy Technical Community College ilustraram como essa ferramenta pode gerar maior inovação e engajamento de estudantes.

Kraz também frisou a importância da pesquisa científica dentro das universidades sendo a tecnologia um elemento importante para o avanço. “Será que as universidades estão conscientes do poder de um super computador?” Só nos Estados Unidos, no ano passado, haviam 494 mil oportunidades de emprego na área de computação, mas as universidades formaram apenas 43 mil alunos nessa área.

Para finalizar a apresentação, Jeffrey Kraz apresentou os diversos programas da Amazon Web Services destinados à educação. Para conhecer e saber mais sobre esses programas acesse https://aws.amazon.com/pt/education/

Fotos: Val Luna

Fontes: